Pernambuco libera uso de máscara em locais abertos e capacidade total de público em eventos a partir de terça-feira

Pernambuco libera uso de máscara em locais abertos e capacidade total de público em eventos a partir de terça-feira.

Continua obrigatória a comprovação da dose de reforço para ter acesso a eventos, bares e restaurantes em todo o estado.

Foto: Leonardo Barreto/ g1

O uso de máscara em locais abertos deixa de ser obrigatório em Pernambuco a partir desta terça-feira (29). O governo do estado também liberou a realização de eventos com capacidade total de público, incluindo shows, festas e estádios de futebol a partir dessa mesma data (veja vídeo acima). O anúncio foi feito nesta segunda-feira (28).

O decreto estadual que determinou a obrigatoriedade do uso de máscara estava em vigor desde o dia 16 de maio de 2020. A medida, inicialmente, era somente para funcionários de serviços essenciais e passou a valer para toda a população de Pernambuco.

Dois motivos possibilitaram essas flexibilizações no Plano de Convivência com a Covid-19 em Pernambuco, de acordo com o governo estadual. Um deles foi a redução nos números da pandemia no estado, que registrou, no sábado (26), a sétima semana seguida de queda nos índices da doença.

“Além dos casos, óbitos e solicitações de vagas em UTI estarem em patamares baixos, o índice de positividade nos exames processados chegou a 0,95%, o menor número desde o início da pandemia”, declarou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), em um vídeo.

Paulo Câmara (PSB), ele também afirmou que permanece obrigatória a comprovação da dose de reforço para ter acesso aos eventos, bares e restaurantes em Pernambuco.

“A vacinação ainda é a nossa principal arma na luta contra o coronavírus e precisamos incentivar a imunização daqueles que ainda não estão com o esquema completo”, disse o governador.

Paulo Câmara agradeceu o empenho da população do estado em cumprir as restrições determinadas para conter o avanço da pandemia.

“Essas importantes medidas só estão sendo possíveis pela atitude de cada pernambucano e cada pernambucana que, desde março de 2020, compreendeu que só chegaríamos ao ponto atual respeitando as recomendações sanitárias e levando a sério a prevenção”, disse o governador.

 

Por g1 PE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.